90% dos brasileiros praticam esportes sem orientação profissional, diz relatório

Maiores percentuais foram registrados nas regiões Sul e Sudeste do País.

Pesquisa mostra que os locais públicos de prática esportiva não oferecem auxílio profissional para os atletas.

Mais de 90% dos brasileiros que praticam atividades físicas o fazem sem acompanhamento profissional nem orientação de instrutores. As informações são do Diagnóstico Nacional do Esporte, divulgado pelo Ministério do Esporte, e dizem respeito a dados coletados ao longo do ano de 2013.

Segundo a pesquisa, que entrevistou mais de 8,9 mil pessoas em todas as regiões do Brasil, o Sul e o Sudeste apresentam os maiores números de pessoas que praticam atividades físicas sem acompanhamento específico, com 82,9% e 82,4%, respectivamente. O Nordeste é a região com mais adeptos do auxílio específico, mas, mesmo assim, 66,9% da população se exercita sozinha.

O levantamento também aponta que os locais públicos de prática esportiva não oferecem auxílio profissional para os atletas, o que é especialmente verificado no Sul, onde o índice verificado foi de 80,5%, e no Sudeste (83,4%). Já o Norte registrou o menor contingente de pessoas que declararam não ter encontrado profissionais para auxiliar a prática em locais públicos (68,3%).

Ainda de acordo com o relatório do Ministério do Esporte, quase um terço dos brasileiros que praticam esportes o fazem em instalações esportivas pagas, como clubes, ginásios e academias, enquanto apenas 5,1% se exercitam em suas próprias casas ou condomínios.

Outro dado relevante diz respeito ao sedentarismo. Mais de 45% dos jovens entre 16 e 24 anos abandonaram as práticas esportivas. Somando esse dado aos índices referentes às outras faixas etárias, chega-se a um número assustador: quase 90% dos brasileiros não praticam atividades físicas regularmente no País.

Fonte: Portal da Educação Física

Anúncios
Publicado em Treinamento | Deixe um comentário

8 dicas infalíveis para ganhar peso

O que fazer para engordar? Descubra 8 dicas infalíveis para ganhar peso!

Homens e mulheres, das mais variadas faixas etárias, estão constantemente buscando novas técnicas para que possam manter seus corpos em forma. Porém, nem todas as pessoas procuram dietas para emagrecer. Muitos estão interessados em dietas para engordar.

Valores normais do Índice de Massa Corporal (ou IMC, que é obtido por meio do cálculo Peso / Altura x Altura) situam-se na faixa de 18,5 a 24,9 Kg/m2. Logo, você está abaixo do peso ideal se o seu IMC indicar menos que 18,5.

Pouca ingestão de alimentos e/ou metabolismo acelerado são alguns dos fatores que contribuem para a perda de peso involuntária. São várias as causas que podem colaborar para esse quadro, como por exemplo, problemas endócrinos, gastrointestinais, neurológicos, psiquiátricos (como a anorexia), além de deficiências nutricionais, infecções e tumores.

Se você quer ganhar peso, siga as 8 dicas a seguir para engordar de maneira saudável:

1. ingira mais calorias

O princípio básico para engordar é ingerir mais calorias do que você gasta. Procure comer porções maiores do que comia antes, mas saiba escolher os alimentos, para engordar sem arruinar sua saúde.

E não se esqueça de comer seis vezes ao dia, sempre incluindo carboidratos e gorduras saudáveis, que são mais calóricos e estimulam o apetite. O ideal é que você faça três grandes refeições (café da manhã, almoço e jantar) e três lanches (nos intervalos entre uma refeição e outra).

2. Faça escolhas inteligentes

Ao invés de comer só pão, escolha derivados do leite, peixe, carne e ovos, por exemplo. Coma também alimentos com elevado teor de proteínas, como feijão, legumes e ervilha, e alimentos com alto teor de amido, como batatas, arroz e mandioca. Castanhas, amendoim e nozes são ótimos alimentos calóricos e saudáveis para servir de lanche para quem deseja engordar.

3. Proteína é muito importante

A maioria das calorias que contribuem para o ganho de peso é proveniente de carboidratos e gorduras, mas o seu corpo necessita de uma grande quantidade de proteina  para construir novos músculos. Portanto, não substitua os carboidratos e gorduras por proteínas, mas aumente o consumo das mesmas.

4. Faça vários lanches

Faça vários lanches durante o dia, com alimentos que podem te ajudar a ganhar peso e não prejudiquem a sua saúde. Consuma queijo, frutas secas, e barras de cereais, por exemplo.

Evite hambúrgueres, batatas fritas e junk food em geral. Você engordará, mas não se manterá saudável, pois ganhará gordura abdominal e colesterol.

5. Líquidos também engordam

Não são só os sólidos que contribuem no ganho de peso.

Os líquidos também! Por isso, beba uma grande quantidade de líquidos que fornecem nutrientes e calorias, como leite, iogurte, sucos de frutas e compostos de alta caloria, por exemplo.

6. Intensifique os exercícios

Fazer aeróbica é ótimo? Não para engordar!

Você precisa de exercícios anaeróbicos e intensos para ganhar massa muscular. São exercícios que envolvem pesos, aparelhos de academia, mas também podem ser feitos em casa (flexôes, agachamentos, barras). Os exercícios aeróbicos, como corridas, devem ser mais leves.

 
7. Usar suplementos ou não?

Em algumas situações, suplementos alimentares podem ajudar a ganhar peso, principalmente no caso de atletas. Porém, devem ser usados com cuidado e com acompanhamento médico e nutricional.

Não consuma nenhuma substância por conta própria e nem siga conselho de amigos sob risco de colocar sua saúde em risco. Consulte um profissional.

8. Não desista!

Pode demorar um pouco, geralmente alguns meses, para que você perceba mudanças no seu peso. Algumas pessoas ficam frustradas logo no início e desistem das medidas que estão tomando para engordar antes dos resultados começarem a aparecer.

Porém, seu corpo só responde a um esquema consistente. Nenhuma dieta para ganhar peso funciona se você não a segue de modo regular.

Fatores hereditários são realmente importantes na determinação do seu peso, mas por meio de dietas e exercícios você pode mudar isso.

Fonte: Banco de Saúde

Publicado em Treinamento | Deixe um comentário

Benefícios da Proteína para os Idosos

Saiba a importância da Proteína para a Terceira Idade

Com o avanço da idade é natural que homens e mulheres percam a massa muscular progressivamente, caso sejam pessoas sedentárias esse processo tende a se acelerar.
Com a perca dos músculos diminui-se também a força para realizar as tarefas do cotidiano, a proteção dos ossos e das articulações.
A perca da massa se deve a dificuldade do organismo das pessoas mais idosas de transformar as proteínas dos alimentos ingeridos em massa muscular. Essa dificuldade aumenta ainda mais nas mulheres, pois habitualmente as mulheres já possuem menos massa no corpo.

TRANSFORMAÇÕES DA MASSA MAGRA

Composta pelo tecido ósseo, água corporal e proteína muscular, a massa magra é um dos componentes mais nobres do corpo humano. E com o passar dos anos esses elementos vão diminuindo.
Com o envelhecimento, a massa muscular sofre algumas transformações como atrofia e perda das fibras musculares, infiltração de gordura entre as fibras tornando os músculos flácidos.
Diferente dos benefícios da perca de peso entre jovens e adultos, os idosos tem que redobrar a atenção ao emagrecimento, pois leva a redução progressiva da força muscular.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Ao contrário do que se pensa, há uma dificuldade imensa em implementar uma dieta saudável e balanceada na vida dos idosos. Devido há muitos anos com seus hábitos, muda-los de forma repentina tem sido tarefa difícil para os profissionais da saúde.
Pessoas com mais de 60 anos evitam verduras e legumes, passam a ter o famoso hábito de “beliscar” mais e reduzir a quantidade de alimento nas principais refeições do dia, adoram guloseimas, resumindo, eles não se alimentam de forma adequada.
Mas existem algumas explicações para esses hábitos como, por exemplo, a perca de apetite e de papilas gustativas, o que resulta que os alimentos naturais sejam tratados como “sem sabor”.
Para que se obtenha sucesso em alimentar bem os idosos é necessário reforçar a ideia de que as principais refeições são essenciais, diminuir o hábito de “beliscar” e aumentar a ingestão de alimentos que são fontes de proteínas.

WHEY PROTEIN PARA IDOSOS

Para solucionar o déficit de proteínas com o avanço da idade, a ingestão de whey pode ser uma ótima solução.
O whey protein é fonte riquíssima em proteínas e aminoácidos essenciais. Além de auxiliar a melhorar o status ósseo e a perca de gordura, ele pode dar suporte à saúde em virtude de suas características de antioxidante e de sua capacidade de reduzir a pressão arterial, reduzir o colesterol e fortalecer a função imunológica.
Mas antes de ingerir Whey Protein é necessário que se consulte um especialista da saúde para que seja indicado a melhor opção.

Fonte: Suplementaria

Publicado em Treinamento | Deixe um comentário

O poder dos carboidratos

Quando comemos pães, massas e cereais, uma preocupação quase imediata, principalmente das mulheres, é o valor calórico desses alimentos. Não são poucas as vezes em que a opção é até evitá-los, com medo de engordar. Realmente, carboidrato em excesso contribui para os “quilinhos extras”, mas saiba que, na medida certa, são essenciais para manter a saúde em dia.

Os carboidratos são moléculas importantíssimas para o bom funcionamento do organismo, pois são a maior fonte de reserva de energia. E essa energia é necessária para o corpo realizar funções vitais, como respiração, circulação do sangue e batimentos cardíacos, além de atividades externas do dia-a-dia, como caminhar, trabalhar ou qualquer outro tipo de esforço físico. A energia dos carboidratos também é importante para manter a temperatura do corpo estável. Os carboidratos auxiliam ainda na absorção do cálcio, diminuem a queima das proteínas e estimulam a ação do intestino, ou seja, a lista de benefícios é grande. Basta saber consumir alimentos ricos em carboidratos na medida certa. Nem demais, nem de menos.

Eliminar do cardápio alimentos do grupo dos carboidratos é um erro, pois o organismo passa a usar as proteínas para  a produção de energia, sobretudo através da massa muscular. O resultado disso é que a musculatura pode ficar comprometida, perder força e ter uma série de outros problemas. Então, não abra mão de ter na dieta pães, cereais e massas. No entanto, para manter uma alimentação ainda mais saudável, prefira alimentos integrais e evite ingerir carboidrato à noite, quando a digestão é mais lenta. O ideal é começar a manhã com uma boa dose deles, afinal, você precisa recarregar o organismo para enfrentar mais um dia.

Fonte: Dicasecia

 

Publicado em Treinamento | Deixe um comentário

Erros mais comuns de quem vai começar uma rotina de exercícios

A seguir listamos alguns  erros mais comuns entre o iniciantes de atividade física e como evitar quando estes forem começar a se exercitarem. Algumas dessas dicas servem também para quem já está se exercitando há algum tempo e quer ter certeza de que não está cometendo estes erros.

1 – Ter objetivos quase impossíveis ou não ter objetivos

Um dos erros comuns de quem começa a praticar exercícios é determinar objetivos quase impossíveis de serem realizados, por exemplo: perder muitas medidas em apenas um mês.

Outro erro é não ter nenhum objetivo traçado e o praticante começar a se exercitar somente porque ele acha que é bom. É necessário que ele pense e saiba no que ele precisa: melhor flexibilidade, mais tônus muscular ou eliminar gorduras? Se ele não tem certeza do que precisa, procure um profissional da educação física é fundamental para essa orientação.

2 – Querer resultados imediatos

Além disso, muitas pessoas que começam a se exercitar querem ver os resultados imediatamente após começar a prática. Entretanto, estima-se que quem faz academia, por exemplo, consiga começar a perceber algum resultado somente após cerca de 3 meses de exercício contínuo. Ter  paciência é fundamental para ver que e os resultados aparecerão.

3 – Exagerar na dosagem dos exercícios

Fazer exercícios muito pesados ou séries com repetições exageradas logo no começo pode gerar tanta dor muscular que o praticante acaba desistindo de fazer exercícios. Sendo assim, começar com uma série mais leve, aguentar a dor das primeiras semanas e aumentar a intensidade e o peso dos exercícios pouco a pouco. Desta forma, o praticante não se sentirá desmotivado a praticar uma atividade física.

4 – Fazer os exercícios sem acompanhamento de um profissional

Achar que consegue fazer exercício físico sozinho pode ser um grande perigo para sua saúde. O exercício quando feito sem acompanhamento pode acabar sendo realizado de forma incorreta e ter consequências graves para sua saúde. Portanto, procure um educador físico antes de definir que tipo de treino vai fazer e siga as orientações do profissional de como fazer cada exercício.

5 – Não praticar a reeducação alimentar

Se você está acostumado a comer fast-food e acha que somente exercício físico vai te fazer emagrecer, você pode estar enganado. A reeducação alimentar tem um papel muito importante nos resultados que a atividade física pode proporcionar. Alimentar-se bem e nutritivamente e evitar alimentos gordurosos demais pode potencializar os resultados que você almeja. Consulte um nutricionista antes de iniciar os exercícios e adapte a sua dieta às suas necessidades em relação ao seu corpo.

Seguindo estas dicas você pode tirar do exercício físico tudo de melhor que ele pode oferecer, sem os riscos que algumas atitudes podem causar. Cuide da sua alimentação e do seu corpo e sua saúde ficará ainda melhor.

Fonte: Portal da Educação Física

Publicado em Notícias, Saúde, Treinamento | Marcado com , , | Deixe um comentário

Correr pouco e rápido é tão bom quanto correr muito para quem quer viver mais, revela estudo

Fazer uma corrida curta e rápida diariamente pode ser tão eficaz quanto correr prolongadamente para viver mais, destaca um estudo publicado nesta segunda-feira (28).
Correr até 5 a 10 minutos por dia pode reduzir significativamente o risco de doenças cardíacas e morte precoce, segundo as conclusões do estudo, publicadas no periódico “Journal of the American College of Cardiology”.
As pessoas que correm para se exercitar apresentam um risco 30% menor de morrer e 45% menor de morrer por doença cardiovascular do que os que nunca correm.
Além disso, os corredores têm uma expectativa de vida três anos maior que a média dos sedentários.
Os benefícios de correr seriam os mesmos tanto para quem corre muito quanto para quem corre pouco, seja rápida ou lentamente, acrescentou o estudo.

A pesquisa não detectou diferenças estatísticas significativas entre quem corre 50 minutos ou 180 minutos por semana.
Os resultados também não diferiram quando a corrida se manteve abaixo dos 10 km por hora.corrida-de-rua
Quem corre em ritmo lento ou caminha também têm resultados melhores do que os que não praticam atividade física.
“Visto que o tempo é um dos maiores obstáculos para se fazer uma atividade física, o estudo pode motivar mais gente começar a correr”, disse o principal autor do estudo, Duck-chul Lee, professor assistente do Departamento de Cinesiologia da Universidade Estadual do Iowa, na região central dos EUA.
O estudo se baseou no acompanhamento de mais de 55.000 adultos com idade média de 44 anos no Texas, ao longo de 15 anos. A maioria era de brancos e um quarto do total era de mulheres.

Fonte: noticias.uol

Publicado em Treinamento | Deixe um comentário

10 Benefícios de tomar banho frio

 

A água é uma fonte de vida que cumpre um grande papel em nosso organismo tanto interna como externamente. Quando consumimos água mantemos nosso corpo hidratado, apresentamos uma pele mais bonita e muitas das funções de nosso organismo se realizam com maior facilidade. No entanto, os benefícios da água vão mais além do consumo interno e devemos saber que o contato externo com ela também tem muitos benefícios para a nossa saúde.

Tomar banho é um hábito de higiene e saúde que todos realizam diariamente, geralmente preferimos tomar banho com água morna ou quente, pois é mais relaxante, no entanto, não é o mais recomendado, jáque foi comprovado que a água fria é mais benéfica para a nossa pele e algumas funções de nosso organismo. Quer conhecer os benefícios de tomar banho com água fria?

Estimula o sistema imune

Ao tomar banho com água fria nosso corpo reage imediatamente, estimulando o sistema imunológico tornando-o mais forte. Ao receber este benefício nosso organismo responderá melhor contra os vírus e infecções.

 

A pele tem uma aparência mais saudável

A água fria é muito benéfica para a pele tanto em seu consumo interno quanto externo. Quando tomamos banho com água fria a pele tende a conservar sua firmeza e elasticidade, por outro lado, a água quente torna a pele flácida, podendo ressecá-la e favorece a aparição de rugas mais cedo.

 

Melhora a circulação

Para as pessoas com problemas de circulação, a água fria é uma terapia muito efetiva, pois favorece a boa circulação sanguínea e ajuda a repartir melhor o oxigênio e nutrientes em todo o organismo.

 

Evita as varizes

Ao melhorar a circulação e provocar a contração vascular, a água fria ajuda a evitar a aparição de varizes e as reduz visivelmente.

 

Descongestiona órgãos internos

Ao provocar contração vascular, tomar banho frio torna-se muito bom para descongestionar os órgãos internos, já que ajuda as toxinas e as impurezas fluírem para os poros e se liberarem.

Alivia o estresse

Tomar banho com água fria pode ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, no entanto, tenha cuidado, já que pode causar um efeito contrário.

 

Desperta o organismo

A água fria estimula nosso organismo, ativa os sistemas e põe nosso corpo em alerta. Recomenda-se tomar um banho de água fria para começar o dia e se liberar daquela sensação de cansaço, também é recomendado para depois dos exercícios físicos.

Possui um efeito diurético

A água fria melhora ainda mais as qualidades depurativas do organismo, pois as baixas temperaturas apresentam um efeito diurético no organismo, evitando assim a formação de nódulos de gordura.

 

Previne a depressão

Um estudo feito pela Universidade da Virgínia revelou que tomar banho com água fria estimula uma parte do cérebro que se encarrega de ajudar a nos sentirmos felizes e livres da depressão.

 

Mantém o cabelo saudável

A água fria é muito benéfica para o cabelo, já que evita a sequidão, as altas temperaturas retiram a hidratação do cabelo tornando-o feio e pouco saudável. A água fria é ideal para prevenir a caspa e queda de cabelo.

 

Recomendações para a hora de tomar banho com água fria

Se você não está acostumado a tomar banho com água fria é possível que seja um pouco difícil começar a ter este bom hábito. Para começar a aproveitar seus benefícios você pode ir tomando a decisão de se adaptar a água fria e por em prática com muita frequência.

  • A primeira recomendação será começar o banho com água morna e baixando a temperatura da água de tal modo que não a mudança não seja brusca.
  • Com o passar dos dias podemos passar de uma temperatura morna para uma mais fria e assim começarmos a ter este bom costume.
  • No inverno também se recomenda manter o bom hábito de água fria. Nesta época pode ser um pouco mais custoso manter o costume, mas é muito prudente seguir em frente. No entanto, a pessoa não deve tremer de frio ou sentir frio extremo, neste caso, o melhor é optar pela água morna no período do inverno.

Fonte: Melhor com Saúde

Publicado em Treinamento | Deixe um comentário

Exercícios físicos: corra para a boa forma

Para ter uma boa forma, além da alimentação balanceada, os exercícios físicos são fundamentais. Mas se o único esforço que você faz é abrir a geladeira, saiba que, com paciência e força de vontade, seus objetivos podem ser alcançados.
Segundo a fisioterapeuta, especialista em ortopedia, Renata Bichara*, o principal erro de quem está começando é tentar ultrapassar os limites do próprio corpo: “Quem começa a praticar algum exercício, principalmente nessa época do ano, gostaria de obter resultados rápidos, mas isso varia de pessoa, para pessoa. Muitas vezes, quem exagera na musculação ou na corrida, ao invés de ganhar um corpo bonito, no máximo, consegue ganhar muitas dores e sérios problemas nas articulações”. Ela também alerta para o perigo de praticar exercícios sem o acompanhamento médico: “antes de praticar qualquer atividade física, seja em academias ou ao ar livre, uma visita ao médico é fundamental. Só ele pode informar se você está apto ou não.”. Ela também alerta para o uso de roupas e tênis adequados: “Usar roupas leves e confortáveis vão facilitar a continuidade do exercício. Outra importante dica é o uso de tênis adequados. Atividades como caminhar ou correr causam grande impacto nas articulações.
Um bom tênis ajuda a amortecer o impacto e protege seus joelhos de futuras lesões.
Dicas importantes para quem vai começar:
1 Visite um médico e faça um check-up. Só depois disso, inicie alguma atividade física;
2 Vista roupas leves e confortáveis e invista em um bom tênis;
3 Respeite os limites do seu corpo;
4 Na academia, os instrutores saberão quais são os melhores exercícios. Consulte sempre um profissional de educação física;
5 Descubra uma atividade que combine com seu estilo. Fazer exercícios por prazer, e não por obrigação, ajudam na conquista da boa forma.
*Fisioterapeuta credenciada pelo CREFITO, nº: 40691-F

Fonte: Revista Help

Publicado em Notícias, Saúde, Treinamento | Marcado com , , | 1 Comentário

Dieta Pré e Pós Exercício: Qual a melhor estratégia?

O principal objetivo de uma refeição pré-exercício é fazer com que o esportista não se sinta fraco e nem lento antes e durante a atividade. Por isso, da mesma forma que o jejum é contra indicado neste momento, o recomendado é não iniciar um treino com o estômago totalmente cheio, o que pode diminuir a performance e até trazer consequências desagradáveis, como indigestão, náuseas e até vômitos.

Uma boa recomendação é fazer uma refeição grande, como um café da manhã completo ou almoço, de 2 a 4 horas antes do exercício, respectivamente. Se o tempo entre a última refeição e o horário do inicio do treino for inferior (como as pessoas que acordam e vão fazer atividade física imediatamente), priorize apenas os carboidratos (pão, biscoito, ou bolo simples, barra da cereais, géis de carboidrato, frutas) dispense as proteínas (leite, queijo, iogurtes) e as gorduras em geral. Isso melhora a absorção dos carboidratos, que são essenciais para este momento, pois garantem energia, e não “pesam” no estômago para a hora do treino.

Alguns alimentos ricos em fibras, como cereais fibrosos, grãos, hortaliças cruas e algumas frutas, como laranja com bagaço podem causar desconforto intestinal. Alimentar-se para obter o melhor desempenho também inclui fazer uma escolha inteligente dos alimentos a serem ingeridos após o exercício físico. Isso restabelece os músculos do atleta para o próximo evento ou competição.

Pra recuperar totalmente a energia muscular, é necessário comer nos primeiros 30 minutos após o exercício e fazer outras pequenas refeições a cada três horas. Se não é possível ingerir alimentos sólidos nos primeiros 30 minutos ou se não houver alimentos disponíveis, recomenda-se beber dois copos de uma bebida esportiva. É igualmente importante hidratar-se após a atividade física.

Fonte: Portal da Educação Física

Publicado em Notícias, Nutrição, Treinamento | Marcado com , , | Deixe um comentário

Treinos funcionais e atividades combinadas ajudam a perder peso

Começar um exercício físico pode não ser tão difícil quanto mantê-lo regularmente. Isso porque os resultados muitas vezes demoram a aparecer, e muita gente acaba desistindo pelo caminho. No inverno, a situação costuma piorar, pois o frio e a preguiça podem desestimular ainda mais.
Segundo o médico do esporte Gustavo Magliocca, há vários exercícios que podem ajudar você a queimar gordura corporal e emagrecer – de forma divertida e gostosa. Alguns exemplos são: treinamento funcional, atividades combinadas, danças como zumba e outros ritmos bem acelerados.

Além dessas opções, há a chamada aula “hiit” (High Intensity Interval Training), um treinamento bastante dinâmico que ajuda a acelerar o metabolismo, trabalha a força e alia o ganho de massa magra com a melhora do condicionamento cardiovascular. Ela tem picos de aceleração dos batimentos cardíacos e um maior gasto calórico em menos tempo. O ideal é alternar as cargas e os intervalos.

De acordo com o médico, qualquer exercício físico demanda mais energia para os músculos. Mesmo em atividades curtas, se elas forem intensas tendem a ter um gasto energético ao longo do dia de 5% a 20% maior, mesmo com a pessoa já em repouso.

Fonte: Portal da Educação Física

Publicado em Notícias, Saúde, Treinamento | Marcado com , , | Deixe um comentário