Praticar exercícios ajuda no trabalho

Há casos de funcionários que passam mais de dez horas por dia nas empresas e não conseguem conciliar a vida profissional com uma rotina de atividades físicas pela falta de tempo e, principalmente, pela falta de energia. Será que compensa trabalhar tanto assim? Claro que há momentos em que é necessário cumprir metas e prazos, mas viver cronicamente, trabalhando tantas horas, pode não fazer com que realize a produtividade esperada. Pelo contrário: indivíduos sobrecarregados sofrem com estresse – e isso prejudica seu desempenho.
Uma pesquisa realizada durante um ano com 177 indivíduos avaliou o quanto uma rotina de exercícios pode ajudar no ganho de produtividade no trabalho. Os pesquisadores da Stockholm University inseriram o programa de atividade física na rotina de trabalhadores de clínicas odontológicas e reduziram a carga de trabalho semanal em duas horas e meia, justamente para viabilizar a prática de exercícios.
Apesar da redução de duas horas e meia na semana, o número de pacientes atendidos nas clínicas aumentou e o número de faltas relacionadas a doenças diminuiu. Em outras palavras: valeu a pena substituir parte da carga de trabalho por atividade física. Houve um resultado estatístico real e positivo, um dado que deve servir de exemplo aos viciados em trabalho. Praticar exercícios também ajuda no trabalho. Mãos a obra! Para mais informações, veja a pesquisa na íntegra: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21785369

Fonte: Portal da Educação Física

Anúncios

Sobre Prof. Carlos

Profissional registrado no Conselho Federal de Educação Física (CONFEF) e no Conselho Regional de Educação Física (CREF). Graduado em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE, pós graduado em Treinamento Desportivo pela Escola Superior de Pesquisa e Pós-Graduação-PR, possui curso de capacitação em treinamento personalizado, farmacologia e exercício, fisiologia do exercício e treinamento na saúde, na doença e no envelhecimento. Participa do Grupo de Estudo e Pesquisa em Programa de Exercícios Físicos no Envelhecimento (GEPPEFE).
Esse post foi publicado em Saúde, Treinamento e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s